(11) 2379-1051 | (11) 94771-4535 contato@amoreiradocumentos.com.br

Perguntas Frequentes

Caso sua dúvida não se encaixe em nenhuma dasquestões abaixo, entre em contato conosco!

1 - Quais os documentos que devo apresentar para ter o meu financiamento analisado pelo banco?
Apresente documentos pessoais, certidão de estado civil, comprovante de endereço atualizado, comprovantes de renda atualizado e declaração de imposto de renda. Em alguns casos, outros documentos podem ser solicitados, dependendo da atividade profissional de cada um e sua forma de apresentar renda, como por exemplo: Empreendedores Individuais, empresários, profissionais liberais, etc…

2 - É necessária a documentação do cônjuge, mesmo ele não compondo renda?

Sim. Os documentos são necessários, pois o cônjuge será qualificado no contrato, é comprador, coobrigado em todos os compromissos assumidos no contrato e será coproprietário do imóvel.

3 - Quantas pessoas podem compor renda para o financiamento imobiliário?

Depende da instituição financeira. Algumas permitem somente até dois CPFs. Outras são mais flexíveis, permitindo vários proponentes.

3 - Quantas pessoas podem compor renda para o financiamento imobiliário?

Depende da instituição financeira. Algumas permitem somente até dois CPFs. Outras são mais flexíveis, permitindo vários proponentes.

4 - Como posso comprovar a minha renda para o banco?

Através de documentos como Contracheque; Carteira de Trabalho; Declaração de Imposto de Renda; Extrato de FGTS; Extrato de Benefício do INSS; Contribuição ao INSS; Extrato de aplicação financeira; Auxílios doença, maternidade e acidente; Contrato de Aluguel; Contrato de Estágio; Contrato de prestação de serviços; Pensão judicial/alimentícia. Podem ser utilizados também os extratos de movimentação bancária em conta corrente, faturas de cartão de crédito ou ainda, contas de consumo em seu nome. De qualquer forma, todos os documentos serão analisados pelo analista de crédito.

5 - Posso ter o meu crédito aprovado antes de escolher o imóvel que vou comprar?

Sim, é possível ser feita uma aprovação de crédito antecipadamente para que você saiba o valor do seu crédito.

6 - Entrei em um novo emprego recentemente. Posso solicitar um crédito habitacional?

A princípio, sim. Você deve apresentar a sua renda anterior para análise de crédito. Se não há rendimento anterior ao novo emprego, você deverá aguardar 120 dias para solicitar o crédito, dependendo da instituição bancária de sua escolha. Nem todas seguem esta regra.

7 - Posso ter dois ou mais financiamentos ativos de imóveis?

Sim. Você pode financiar quantos imóveis sua capacidade financeira permitir, inclusive em bancos diferentes.

8 - Como é calculado o comprometimento de renda?

O comprometimento de renda pode variar entre 30% e 35% da renda bruta, dependendo da instituição financeira. A análise é feita baseada no nível de endividamento de cada proponente.

9 - Qual a idade máxima para contratar um financiamento?

Responderemos de uma outra maneira……Some a idade do proponente mais velho com o tempo de financiamento. Este resultado está limitado em 80 anos e seis meses. então, como exemplo: um mutuário com 60 anos poderá se beneficiar de um prazo de até 20 anos e seis meses. Quem tem 50 anos, pode chegar ao prazo máximo de 30 anos para pagamento.

10 - A taxa de juros varia conforme a idade?

Não. Uma vez contratada ele permanece inalterada por todo o período. A variação no valor da prestação será notada ao se fazer o mesmo financiamento para duas pessoas com idades diferentes, como por exemplo uma de 25 anos e outra de 55. Por conta do seguro por morte e invalidez permanente (MIP) constante em qualquer contrato e paga por todo o período. Mesmo assim existem variações neste cálculo entre os bancos.

11 - Quando ocorre o vencimento da 1ª prestação do meu financiamento imobiliário?

A primeira prestação vence em, no mínimo, 30 dias após a data da emissão do contrato. Alguns bancos prorrogam por mais tempo o pagamento da primeira, porém não é uma regra. Vai de caso a caso. Detalhe importante: Você pode alterá-la durante a vigência do financiamento.

12 - O que eu pago em cada parcela do meu do financiamento habitacional?

A parcela é composta de: Juros, Amortização, Seguros por morte e invalidez permanente (MIP) e por Danos físicos ao Imóvel (DFI). Em todo o período o banco ainda cobra a tarifa de administração do contrato.

13 - Posso vender meu imóvel com financiamento vigente?

Sim. Você pode vender seu imóvel financiado. O comprador fará um novo financiamento que quitará o seu, ou poderá comprar com recursos próprios. De toda forma, é uma operação de Interveniente Quitante. Nesta operação, se for necessário o uso do FGTS na aquisição, atenção!!! –  Contate-nos para identificarmos quais as regras do agente financeiro.

14 - O que é uma operação com Interveniente Quitante?

Na operação de venda e compra através de financiamento imobiliário, o imóvel objeto do financiamento está alienado, ou seja, tem um financiamento vigente com uma instituição financeira. O novo financiamento e a instituição que financiará o comprador liquida o saldo devedor do vendedor e passa a conceder novo financiamento ao comprador. Nessa operação, todas as partes (vendedor, comprador, instituição financeira do vendedor e instituição financeira do comprador) comparecem assinando o contrato. E fique tranquilo: a Amoreira Documentação Imobiliária cuida de tudo isso para você!

15 - Que tipo de imóvel o banco pode financiar?

Bem, vamos lá. Pergunta boa……..Quando você toma dinheiro emprestado do banco, neste caso para compra de um imóvel, além da avaliação de sua renda mensal e a capacidade de pagamento, o banco também tem uma garantia real, caso você se torne inadimplente. Então, há uma avaliação do imóvel por profissional da área de construção civil ou arquiteto para confirmar as condições de habitabilidade, localização, vizinhança, etc…. Portanto, via de regra, todo imóvel que esteja em área urbana, com todas as suas informações atualizadas na matrícula do imóvel e em condições de habitabilidade poderá ser financiado. Aqui vale lembrar que tais condições servem para imóveis residenciais e comerciais, ok?

16 - Quais serão as etapas de um processo de financiamento habitacional?

O primeiro passo é análise e aprovação do crédito. Depois há a avaliação do imóvel pela instituição financeira; ressarcimento do FGTS, se for o caso; análise dos documentos e emissão do contrato; assinatura do contrato; pagamento do ITBI e registro do contrato; entrega do contrato e matrícula atualizada no banco e, como conclusão do processo, pagamento dos recursos ao vendedor.

17 - Por que o banco faz a vistoria do imóvel?

A vistoria é efetuada por profissional habilitado (engenheiro civil ou arquiteto) contratado pelo banco para conferir a real situação do imóvel, se há vícios construtivos, se não se encontra em área de risco, se tudo o que viu no imóvel consta na matrícula e, se apresenta condições de habitabilidade. Tudo isso porque o imóvel garantirá a dívida que estará sendo feita junto ao agente financeiro.

18 - O banco financia as despesas com o Banco, Cartório de Registro de Imóveis e o ITBI?

Sim, é possível solicitar o financiamento das custas. O valor que o banco disponibiliza dependerá do valor a ser financiado para a compra do imóvel e da capacidade financeira do tomador. Cada banco tem sua regra para financiar as custas. Então, vale um bate papo conosco para que possamos confirmar isso.

19 - Quais os custos que terei com o Banco escolhido, Laudo de vistoria, prefeitura e ITBI?

Vamos lá – Nos Bancos: Em todas as operações de financiamento e FGTS ou somente com uso das Contas Vinculados do FGTS (CVFGTS) vai haver cobrança pelo uso desta operação junto a instituição. Bancos privados cobram este valor quando houver a emissão do contrato, ou seja, ao final do processo. Na CEF há uma antecipação de um percentual para disparar a engenharia. Ainda vale ressaltar que, dependendo da modalidade de operação, estes custos podem variar como por exemplo o enquadramento estiver no SFH ou na Carteira Hipotecária. Agora junto à Prefeitura local: O Imposto de Transmissão de Bens Imóveis (ITBI) é cobrado pela prefeitura, de acordo com a tabela de cada município. Aqui vale ressaltar que algumas cidades são bem mais baratas que outras, uma vez que tal legislação é municipal. A mesmo cálculo efetuado em duas cidades diferentes pode apresentar uma variação de 50% até 70%. Então fique atento!! Por último no Registro de Imóvel – cobrado pelo cartório de registro de imóveis, de acordo com tabela de cada estado, em função do valor de compra e venda do imóvel. Como estamos falando principalmente sobre financiamento, vale lembrar que o cartório cobra também sobre o registro de alienação fiduciária. Neste cálculo poderá haver descontos, considerando o enquadramento nas leis vigentes.

20 - Há algum desconto para o pagamento do ITBI?

Sim. Vale ressaltar que algumas cidades são bem mais vantajosas que outras, uma vez que tal legislação fica a critério do município. A mesmo cálculo efetuado em duas cidades diferentes pode apresentar uma variação de 50% até 70%. Então fique atento!

21 - O FGTS poderá ser usado quando o comprador for proprietário de outro imóvel?

Não poderá ser utilizado quando os compradores forem proprietários de imóvel no mesmo município, na região metropolitana ou nos municípios limítrofes do local onde pretende adquirir o imóvel com uso do FGTS. Além disso, não pode possuir imóvel financiado no âmbito do SFH em nenhum local do território nacional.

22 - Como funciona o processo de aquisição de imóvel à vista, com uso do FGTS?

O procedimento é o mesmo do processo de financiamento, sem o processo de aprovação de crédito. Todos os documentos deverão ser entregues para análise. É necessário que o comprador se enquadre nas regras para uso do FGTS na aquisição de bem imóvel.

23 - O que é amortização?

Há dois tipos de amortização. A amortização ordinária, em que parte da prestação paga a cada mês de vigência do contrato é utilizada para reduzir o saldo devedor. E a amortização extraordinária, que é aquela realizada fora do fluxo contratado, com recursos próprios (a qualquer tempo) ou do FGTS (conforme as regras do FGTS e a cada 2 anos somente).

24 - Com relação ao imóvel, o que devo observar para usar o FGTS na aquisição?

O imóvel deve ser para uso residencial, como moradia própria. Além disso, não pode ter sido objeto de saque/ uso de FGTS há menos de 3 anos. Portanto é necessário a análise de documento comprobatório.

25 - Quando é possível realizar a amortização extraordinária do financiamento imobiliário?

Se desejar realizar a amortização extraordinária do seu financiamento utilizando recursos próprios, você poderá realizá-la a qualquer momento. Se desejar utilizar o FGTS poderá fazê-lo desde que atenda as regras de utilização do FGTS e a cada 2 anos contados a partir da primeira utilização. Nas amortizações extraordinárias você poderá optar pela redução do prazo ou  pela redução do valor das prestações.

26 - Quais são a principais diferenças entre as tabelas de amortização SAC ou PRICE?

Os financiamentos no Brasil usam, basicamente, dois sistemas para o cálculo da prestação do empréstimo contratado: a tabela SAC e a tabela PRICE. Saiba, a seguir, as características de cada uma delas. SAC SAC é a sigla para o Sistema de Amortização Constante. É o método mais comum no país, usado, por exemplo, no financiamento imobiliário e nas operações de crédito de médio e longo prazos. Pelo SAC, as prestações são mais altas no início e menores no final. O sistema tem amortização mensal do valor financiado, de forma que se reduza a parcela de juros sobre o saldo devedor. O valor da prestação é calculado no SAC por parcela de juros decrescente e de amortização, que permanece constante enquanto não houver reajuste do saldo devedor. Dessa forma, se não houver atraso (e acréscimo no saldo devedor), a prestação final é bem menor que a inicial. PRICE Conhecido como sistema francês de amortização, a Tabela PRICE tem a lógica inversa da SAC e se caracteriza por apresentar prestações iguais. A composição das parcelas começa com mais juros e menos amortização e a lógica se inverte ao longo do contrato. A Tabela PRICE é a mais comum nas compras parceladas no Brasil. Usada no financiamento de carros e no crédito dos varejistas. Ao final do contrato, quem contratou empréstimo pelo sistema PRICE paga valor maior de juros do que quem financiou pelo SAC.

27 - Se eu tiver condições de quitar o financiamento, é vantajoso antecipar as parcelas?

Claro que sim! Quando você quita seu financiamento todos os juros, tarifas e seguros futuros somem e lembre-se: O cálculo é feito pelo valor atualizado de sua dívida.Todavia não há redução de valor em pagamento antecipado, pois o saldo devedor  do crédito imobiliário se refere ao valor do crédito concedido, descontado os valores de amortização já pagos. Logo, não são incluídos juros no saldo devedor. Para saber se a liquidação antecipada é vantajosa ou não, deve se observar dois aspectos: liquidez e oportunidade de investimento

28 - Que tipo de garantia o banco vai me pedir?

O banco exigirá que seja feita a alienação fiduciária juntamente com o registro da compra e venda. Tudo isso é feito pelo cartório de registro de imóveis.

**29 - Por que se utilizar o financiamento habitacional para compra de um imóvel?

Financiar um imóvel no Brasil pode ser uma excelente oportunidade, visto que os juros de um financiamento imobiliário são atrativos, ou melhor dizendo, o menor juro de mercado para empréstimo. Vence de empréstimos pessoais, de automóveis, parcelamento em lojas, consignado, etc… Desta forma, ao adquirir um imóvel, seja para morar, investir ou colocar seu negócio nas melhores localizações, você pode pensar em utilizar um financiamento e aplicar seus recursos próprios em um investimento (renda fixa, fundos, etc.), ou até em seu capital de giro, por onde provavelmente auferirá maiores resultados. Pense nisso!

Endereço

Av. João XXIII, 20 - SALA 35  Vila Gilda - Santo André - SP, 09190-500

Telefone

(11) 2379-1051
(11) 94771-4535

}

Horário de Funcionamento

Segunda-feira  9:00 - 18:00
Terça-feira        9:00 - 18:00
Quarta-feira      9:00 - 18:00
Quinta-feira      9:00 - 18:00
Sexta-feira        9:00 - 18:00
Sábado               Fechado
Domingo             Fechado

Whatsapp
Enviar Mensagem